segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Santuário de Santa Cruz dos Milagres

SANTA CRUZ DOS MILAGRES também chamada pelo povo de “Olho d’Água dos Milagres, hoje é uma pequena cidade da grande região Valenciana. Esta situada a 180 quilômetros de Teresina e a 100 quilômetros de Valença do Piauí, a cujo termo pertenceu inicialmente com o nome de Fazenda Jatobá. Fez parte depois do município de Aroazes, a 56 quilômetros, até 1 de janeiro de 1993, quando com a posse do seu primeiro prefeito eleito, adquiriu sua plena emancipação política.

A cidade esta situada à margem esquerda do Rio São Nicolau, de águas permanentes em região seca, de terreno acidentado, com pequena percentagem de terras para a agricultura, e o restante muito adaptado para a criação de gado e miunças. Contar como começou este movimento religioso aqui em Santa Cruz dos Milagres é perder-se nos idos do século passado, procurando nas “histórias” do povo um sinal indicativo do que aconteceu no principio.





É portanto “lendária” a sua origem, o que não quer dizer que não tenha um fundo histórico, porque a “lenda” realmente é a maneira como o povo simples faz memória e celebrar os acontecimentos que marcam sua vida. É uma história sem registro, sem datas, inculta e analfabeta, e sem autoridade em que apoiar-se. É contada de maneira simbólica e fantástica, podendo adquirir tonalidades cambiantes e versões diversas, mas sempre apontando para um núcleo irredutível, com sentido de vida e de morte, de tempo e de eternidade, para o individuo e para a coletividade.

É assim lendária a origem deste santuário, com a devoção especifica a “Madrinha Santa Cruz”. Só temos a certeza de que nos fim do século passado já ocupava lugar importante no coração do povo, marcando o seu calendário, quando se acertavam todos os compromissos para “antes” ou “depois” da festa da Santa Cruz. Toda sua mensagem foi fixada sob a forma de uma história que se conta, simplificação ingênua, mas tão a gosto do nosso povo.







Em data imprecisa do século passado havia nesta região, então município de Valença do Piauí, uma fazenda, no lugar chamado “Jatobá”. Um dia ali chegou um “profeta”, um destes “beatos” que naquele tempo andavam de lugar em lugar, falando de penitência e outras devoções particulares, impressionando a mente do povo simples de então. Levou o vaqueiro da fazenda ao alto de um morro próximo, e ali, entregando a ele um cavador de madeira, mandou que abrisse um buraco na pedra bruta, que cobre quase todo o monte. Ele mesmo foi ao mato próximo trazendo logo depois uma cruz de madeira. O vaqueiro não havia cavado nada, naturalmente. O velho, beato, abaixou-se, traçou com o dedo um circulo na pedra, e com a mão toda, sacou um extrato da mesma, ficando aberto o buraco um tanto profundo e circular, como se pode ver ainda hoje ao lado da Igreja. Ali fincou a cruz e disse ao vaqueiro que, por aquele sinal, um dia aconteceriam maravilhas. Em seguida desceu o morro e já próximo ao rio São Nicolau, mostrou-lhe uma nascente de Água (Olho D’água) que o vaqueiro não conhecia, apesar de tantos anos campeando naquela região. Também falou que, por aquelas águas, até milagres ali haveria de acontecer.


















Contam que o velho depois seguiu viagem, ou que teria simplesmente desaparecido.

O vaqueiro voltou aos seus trabalhos, esquecendo o incidente. Tempos depois adoece uma filinha sua. Piorando cada vez mais, apesar das “meizinhas”, rezas e promessas. Lembrou-se o vaqueiro da cruz que ficara lá no morro. Levou a criança até lá, rezou com ela e depois, no olho d’água, deu-lhe um banho e a fez beber daquelas águaAs límpidas. Voltou para casa com a filinha...completamente curada.

Da admiração e gratidão que o fato provocou, e de muitos outros "acontecidos", surgiu uma devoção que já se espalha por quase todo o País, acrescida cada dia por mais histórias, mais lendas e mais casos, cada dia representando uma esperança a mais para este povo tão sofrido.

Aqui não pretendemos provar nada, nem mesmo referir-nos ao que de positivo já se escreveu sobre tudo isto. Apenas lembrar que nada, senão um sinal da providência pode explicar a irresistível atração que leva milhares e milhares de pessoas a Santa Cruz todos os anos, apenas para rezar junto a uma cruz de madeira.

Fonte

5 comentários:

cassia disse...

Na cidade de santa cruz dos milagre e muito bom todos os anos eu vou passa o festejo ai eu e minha mae e outras pessoas da qui da cidade que eu moro que e em Barra do Corda fica no Estado do maranhão na capital de Saõ luis e os festejo dai e muito bom espero que os outros romeiros vao e se diverta como eu...

sandra lima disse...

na cidade de santa crus dos milagres e realmente um lugar divino fui esse ano 2011 com meus dois filhos eu e eles amos o santuario espero ter a sorte de ir lar mais vezes.

sandra lima disse...

ter fé é a unica forma de ter jesus cristo ao nosso lado.

Francisco Muniz disse...

Eu Recebi graças da Divina Santa Cruz dos milagres. E sempre vou acreditar e confiar a minha fé nesta divina graça que nos abençoa. Em nome de DEUS.

professora Gizelda disse...

neyingioO meu avô materno( já falecido) fez uma promessa pra me levar nesse santuário"Olho d'ãgua dos milages".Só agora tive a curiosidade de saber mais a respeito e pretendo o mais breve possível visitar o "santuário de Santa Cruz dos Milagres"