quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Top 100 de Artesanato - Piauí é Campeão.


Matéria de Suzana Prado
Agencia Sebrae de notícias Piauí


O artesanato do Piauí conquistou essa semana mais uma vitória. O Estado é campeão em unidades de produção selecionadas pelo Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato. Nove empreendimentos, entre instituições e empresas, estão na lista dos cem melhores do país quando o assunto é produção artesanal.

O Top 100 foi uma iniciativa pioneira do Sebrae Nacional, com a idéia de dar maior visibilidade à atividade de milhares de artesãos brasileiros que geram trabalho e renda no país. Ao todo, mais de nove milhões de brasileiros vivem do artesanato, que é um importante segmento da economia brasileira.

Associação das Bordadeiras da Central de Compras de Teresina, ACCBT Bordados; Associação Artesãos de Pedro II, AAP; Ateliê de Prata, em Pedro II; Associação das Rendeiras dos Morros da Mariana, de Ilha Grande; Cerâmica Artesanal Serra da Capivara Ltda, de São Raimundo Nonato; Cooperativa de Artesanato do Poti Velho, Cooperart, de Teresina; Cooperativa dos Garimpeiros de Pedro II; Opalas de Pedro II; e Trapos e Fiapos, de Pedro II, são os empreendimentos escolhidos pelo Top 100 de Artesanato.

“É uma satisfação imensa vermos que estamos trilhando o caminho certo, rumo ao desenvolvimento dos pequenos negócios, especialmente no setor artesanal, onde o ofício geralmente é repassado de pai para filho. Isso revela que o artesanato é uma atividade economicamente viável, que quando organizada, priorizando a qualidade, garante resultados positivos em divulgação, em mercado e em geração de renda”, afirma o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Piauí, Ulysses Gonçalves Nunes de Moraes.

O resultado dessa seleção foi divulgado pelo Sebrae Nacional esta semana. Os artesãos piauienses concorreram com mais de mil unidades de produção artesanal de todo o país.

“O artesanato do Piauí, apoiado pelo Sebrae, conquista mais um grande reconhecimento nacional. É o Estado com o maior número de unidades premiadas na segunda edição do Prêmio TOP 100 de Artesanato. Mas, esse resultado de alguma maneira já era aguardado tendo em vista os contínuos esforços para melhorar a qualidade e o design do artesanato piauiense. Serão nove os premiados oriundos do Piauí, embora mereçam os parabéns todos os artesãos. E o melhor é que os premiados, e por conseqüência os demais artesãos piauienses, passarão a ter mais divulgação em todo o Brasil. Com isso as perspectivas de mercado se ampliarão ainda mais”, destaca o diretor técnico do Sebrae Nacional, Luiz Carlos Barboza.

A seleção dos melhores do país foi intensa, enfrentou várias etapas, e os inscritos receberam a visita de dois consultores do prêmio que verificaram produtos e as condições de trabalho dessas unidades artesanais.

“O Piauí contou com mais de trinta unidades inscritas na segunda edição do Top 100, o que muito nos orgulha e sela o compromisso de fazermos sempre mais pelo artesanato do Estado. O prêmio representa um grande reconhecimento pelo artesanato brasileiro e o Piauí se sobressai pela qualidade, organização da cadeia e a competitividade do produto junto aos diversos mercados”, afirma o diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Delano Rodrigues Rocha.

Foram utilizados onze critérios de seleção: grau de inovação dos produtos, adequação econômica dos produtos, adequação ergonômica dos postos de trabalho, adequação ambiental, eficiência produtiva, adequação cultural, adequação logística, qualidade percebida, práticas comerciais, responsabilidade social e gestão estratégica da unidade.

Segundo o gerente da Unidade de Atendimento Coletivo Comércio e Serviços do Sebrae no Piauí, Gilson Vasconcelos, todo o processo de seleção durou cerca de seis meses. “A premiação do Top 100 vem evidenciar, mais uma vez, a qualidade do artesanato piauiense, o trabalho do Sebrae e de todos os nossos parceiros. Mais que isso, o prêmio reconhece os melhores do artesanato brasileiro”, ressalta o gerente.

A solenidade de premiação será realizada no Rio de Janeiro numa a data a ser definida pelo Sebrae Nacional. Como prêmio, os vencedores terão o direito de uso do selo 'Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato - 2ª edição', além de certificado. O prêmio também contempla a divulgação de três produtos nos sites do Sebrae Nacional e do Sebrae nos Estados, no CD promocional e no catálogo a ser publicado com os vencedores.

“O Piauí ficou em primeiro lugar em quantidade de empreendimentos. Isso revela a organização e estruturação do setor, ou seja, temos a capacidade de nos colocarmos num mercado extremamente competitivo”, garante a gestora do Projeto de Artesanato do Sebrae no Piauí, Rosa de Viterbo Cunha.

Após a premiação estão previstas também rodadas de negócios entre compradores e fornecedores com o objetivo de estimular a realização de parcerias comerciais entre eles.

No Piauí a atividade artesanal envolve a participação de quase trinta mil pessoas de diversas regiões do Estado. De acordo com dados do Sebrae no Piauí, a renda média dos artesãos varia entre dois a três salários mínimos/mês.

Para a presidente da Cooperativa de Artesanato do Poti Velho, Raimunda Teixeira, o Top 100 reforça o compromisso com a qualidade do artesanato. “É muito bom sabermos que estamos entre os cem melhores do país, mesmo porque nossa entidade existe a apenas dois anos. É um orgulho muito grande, mas cresce também a responsabilidade que teremos de agora em diante. Uma responsabilidade não somente com a produção, mas com a gestão empresarial do nosso empreendimento”, declara Raimunda.

A Cooperart é formada por trinta mulheres artesãs do bairro Poti Velho, zona norte de Teresina.

“Eu gostei muito e mostra que estamos no caminho certo. Essa premiação vai nos motivar a trabalhar mais e melhor”, afirma o proprietário do Ateliê de Prata, Antonio Mário Oliveira Lima.

O estabelecimento existe há quatro anos e desenvolve coleções de jóias artesanais em opala e prata, na cidade de Pedro II, a 195 quilômetros ao norte de Teresina.

4 comentários:

Francisco Castro disse...

Olá, João! Parabéns para os nossos artesãos do querido estado do Piauí. Eu conheço vários, quando viajei para a Teresina encontrei vários nas lojas, inclusive comprei alguns.

Abraços

Francisco Castro

Luiz Antonio André disse...

Oi João, o artesanato tem que ser sempre incentivado. Parabéns aos artesões do Piauí.
Abraços

Valdemir Reis disse...

Olá , a paz de Deus entre nos! Estou visitando, parabéns por tão maravilhoso trabalho. Seu Post está magnífico gostei. Excelente. Votos de muito sucesso e muita proteção. Encontraremos-nos sempre por aqui. Estou esperando sua visita. Quero desejar um ótimo final de semana para você, amigos e familiares. Fique com Deus, muito brilho. Forte abraço.
Valdemir Reis

Valdeir Almeida disse...

João,

Tudo bem?

Parabéns ao povo do Piauí.


Abraços.